Pode ou não pode? Saiba o que EVITAR e o que PREFERIR nas refeições

Pode ou não pode? Saiba o que EVITAR e o que PREFERIR nas refeições

Muita gente acaba pisando na bola na hora de se alimentar de forma saudável, justamente porque esquecem que para comer também é preciso usar a cabeça, e não somente a boca. Como tudo na vida, quando fazer algo rotineiramente sem planejamento as coisas acabam fora de ordem. E essa bagunça, não precisamos dizer no que resulta, certo? Isso mesmo, naqueles quilinhos a mais que você tanto morre de medo de adquirir.

Um bom planejamento alimentar muda a nossa vida. Mas antes, temos que mudar a maneira como nos alimentamos e passar a olhar com mais cuidado como planejamos algo que fazemos todos os dias: comer.

Pode ou não pode?

O primeiro passo é saber o que podemos ou não comer, mas essa palavra PODER ou NÃO PODER é muito individual pois precisamos entender o que o corpo precisa se privar naquele momento, é só saber escolher o momento e objetivo que se tem para consumir certos alimentos, e em que tipo de refeição é melhor consumir determinados alimentos. Este, sem dúvida, é um grande passo inicial para você trazer muito mais saúde para sua qualidade de vida e começar a pensar melhor a sua alimentação.

As refeições bem pensadas e planejadas com alimentos variados, com tipos e quantidades adequadas à cada fase da vida, podem deixar seu dia-a-dia tão colorido e saboroso quanto uma refeição preparada com carinho e que incluem alimentos tanto de origem vegetal (arroz, feijão, macarrão, farinhas integrais, batatas, aipim, frutas, verduras e legumes), como alimentos de origem animal (carnes, aves, peixes, ovos, leites e derivados).
Vamos lá:

Café da manhã, lanche ou ceia

Prefira…

Pães, principalmente os integrais ou utilize fontes diferentes como de batata doce, pão de inhame, feito com farinha de amêndoas ou mesmo utilize bolachas de arroz integral ou não use pão um um dia prefira consumir uma fruta com aveia por exemplo, leite (avaliar individualmente a necessidade do consumo, mas sempre prefira os em pó caso utilize na sua rotina), frutas, verduras, legumes (pode adicionar cenoura ralada ou tomate, por exemplo a um omelete ou sanduíche), iogurtes ou coalhadas, queijos magros (avaliando individualmente), aveia, linhaça ou quinoa em flocos, cereais matinais feitos de milho sem açúcar, bolos integrais simples sem recheio, sucos (mais prefira sempre a fruta) e vitaminas feitos com pedaços de frutas naturais, iogurte com sementes de gergelim, linhaça ou com castanhas, nozes ou amendoim sem casca, banana com aveia, entre outros.

Prefira sempre os alimentos que tenham pouca quantidade de açúcar, de gordura e de sal nas suas composições, poucos ingredientes totais. Consuma alimentos com maior quantidade de fibras e consuma bastante água. E se quiser pode utilizar alimentos que usamos no almoço e jantar nessas refeições também, só devem ser de forma organizada e orientada.

Evite…

Produtos industrializados (salgadinhos, bolachas recheadas ou não e bolos recheados, salames, mortadela, salsichas, patês e enlatados) e os produtos de confeitaria e de pastelaria (sonhos, tortas, bombas, bolos recheados, pastéis, coxinhas e salgados fritos etc.

Almoço ou jantar

Prefira…

Arroz integral, se usar o branco adicione algum vegetais mas pode testar usar como a quinoa ou arroz negro ou vermelho, feijões (não importa a cor e sim a variedade), carnes magra, peixes, frango, ovos, verduras e legumes tanto no almoço como no jantar. Grão de bico, lentilha, ervilha também são ótimas opções. . Se possível, coma produtos integrais e naturais. Prefira comer alimentos crus, cozidos, grelhados, assados ou no vapor. Prefira molhos caseiros feitos com tomates, limão, iogurte, mostarda e temperos caseiros.

Evite…

Fazer preparações fritas ou à milanesa. Evite os produtos enlatados, os já processados, como lasanhas, pizzas, tortas, pratos prontos, e os embutidos, como linguiças, salsichas etc. Evite também os produtos industrializados ricos em aditivos, corantes, conservantes, sal e gorduras.
Evite também as carnes salgadas, defumadas e com excesso de gordura. Comer a gordura aparente das carnes. Evite os molhos brancos, com queijos, creme de leite e maionese.

Bom, agora que você já entende melhor o que pode e o que se deve evitar em cada refeição, o próximo passo é você ter uma disciplina alimentar equilibrada com horários e intervalos adequados de tempo. Mas isso é assunto para um próximo post, continue acompanhando o site!

Sobre Fernanda Mululo

Nutricionista clínica pós-graduada em nutrição funcional e fitoterapia. Atua no atendimento exclusivo e individualizado a pacientes com diversas necessidades e objetivos. Desde de sua formação trabalha com mulheres portadoras de endometriose e em pré e pós operatório de cirurgias diversas. Nutricionista Staff do Hospital Universitário Pedro (HUPE/UERJ) na área materno infantil, trabalha também em parceria com clínica de estética e com equipe de gastroenterologista no tratamento de pacientes com Doença Inflamatória Intestinal. Dedica total atenção aos pacientes, permitindo a troca de experiências para o avanço no tratamento ou na mudança do estilo de vida.
CRN 11100927 www.fernandamululo.com.br

Compartilhe !