Pitaya: a nova fruta da moda

Pitaya: a nova fruta da moda

A pitaya está distribuída por vários países americanos tropicais e subtropicais, sendo mais comum no México. Já cultivada e apreciada pelos Maias, sue nome principal significa fruta escamosa.

Ela pode ser cultivada acima do nível do mar, em temperaturas entre 18 e 26 graus, mas se adapta também a climas mais secos. Cresce nos muros e nas árvores que lhe servem de apoio e, além da sua fantástica beleza e sabor exótico, se atribuem propriedades afrodisíacas e curativas.

Utilização da Pitaya

Seu consumo pode ser da polpa o fruto ao natural, como refresco, geleias e doces. Seu sabor é comparado ao melão ou ao Kiwi. É também utilizada na medicina caseira, como tônico cardíaco.

Nativa da América tropical, a Pitaya pertence á mesma família dos cactos. Crescendo livremente nos campos, só recentemente começou a ser cultivada comercialmente.

Propriedades digestivas que fazem bem

Sua polpa, de exótica coloração acinzentada, apresenta propriedades digestivas e funciona como um leve laxante natural. Pode ser consumida in natura (abra a fruta e com uma colher saboreia a polpa) ou entrar no preparo de deliciosos coquetéis, sucos e molhos para salada. A pitaya é rica em calorias, proteínas, carboidratos, vitamina C, ferro e cálcio.

Por que eu devo experimentar?

Bom, você deve estar se perguntando: por que com tanta fruta mais conhecida eu devo experimentar a comer a pitaya? Por um simples motivo: ela possui a famosa gordura saudável em razão das sementes.

Além disso, é uma fruta rica em proteínas. Você lembra também que falamos mais acima sobre suas qualidades digestivas? Isso ocorre porque ela concentra boa quantidade de fibras, reforçando, assim, o sistema imunológico. Desta forma, podemos afirmar que esta exótica fruta previne alguns tipos de doenças, como câncer colorretal e irritações no intestino.

Não podemos esquecer também que o sistema imunológico agradece o consumo da pitaya em razão, também, da boa concentração que ela traz em suas propriedades relativas à Vitamina C.

Perda de peso

E se você está precisando perder alguns quilinhos, aproveite: a pitaya possui duas importantes substâncias que ajudam na perda de peso: a tiramina, que inibe o apetite, e o glucagon, que desperta no organismo a sensação de saciedade.

Amiga do coração

A pitaya também ajuda sua saúde coronariana. Seu consumo ajuda a diminuir os níveis de colesterol ruim no sangue. Assim, você já sabe: consequentemente, ela vai prevenir seu organismo contra pressão alta e outros problemas provenientes de patologias cardíacas. Então, vamos lá: experimentar não dói.

Sobre Fernanda Mululo

Nutricionista clínica pós-graduada em nutrição funcional e fitoterapia. Atua no atendimento exclusivo e individualizado a pacientes com diversas necessidades e objetivos. Desde de sua formação trabalha com mulheres portadoras de endometriose e em pré e pós operatório de cirurgias diversas. Nutricionista Staff do Hospital Universitário Pedro (HUPE/UERJ) na área materno infantil, trabalha também em parceria com clínica de estética e com equipe de gastroenterologista no tratamento de pacientes com Doença Inflamatória Intestinal. Dedica total atenção aos pacientes, permitindo a troca de experiências para o avanço no tratamento ou na mudança do estilo de vida.
CRN 11100927 www.fernandamululo.com.br

Compartilhe !