Nutrição para crianças: dicas para uma alimentação saudável na infância

Nutrição para crianças: dicas para uma alimentação saudável na infância

A experiência nutricional do início da vida possui consequências duradouras, por isso, a nutrição para crianças é de vital importância.

A infância é o período crucial para a implementação de uma alimentação saudável, já que, à medida que crescem, as crianças ganham maior liberdade para comer fora de casa e independência para fazer suas próprias escolhas, e os pais têm papel fundamental na construção destes bons hábitos.

Nutrição para crianças de 1 a 4 anos

Na primeira infância, a alimentação é a matéria-prima para a formação de dentes, ossos, músculos e tecidos. No entanto, enquanto as necessidades de energia e nutrientes são elevadas, o apetite é reduzido.

A criança deve fazer refeições com variedade de alimentos, em horários regulares e sem distrações. Coloque pequenas quantidades de comida no prato, optando por repetir quando necessário.

Entre 1 e 4 anos de idade, os nutrientes mais importantes para a nutrição infantil são:

  • ferro, necessário para o transporte de oxigêneo pelo corpo através dos glóbulos vermelhos;
  • cálcio, essencial para a formação de estrutura óssea, dentes e óssos, coagulação sanguínea e células nervosas;
  • vitaminas A, C e D, importantes para formação da pele, cabelo e células membranosas, visão, cartilagens e músculos, sistema imunológico e sistema nervoso.

Nutrição para crianças de 5 a 12 anos

Após os 5 anos, o crescimento passa a ser menor, embora ainda haja alta exigência nutricional e apetite reduzido. Para suprir as necessidades de ferro, cálcio, vitamina C e folato, a alimentação deve ser rica em nutrientes. Dê atenção especial às refeições realizadas na escola, parte fundamental do cotidiano infantil, garantindo que a criança escolha alimentos saudáveis ou que leve a refeição de casa.

É frequente que, ao longo dos anos, o consumo energético diminua, o que pode acarretar em um aumento de peso caso a alimentação permaneça a mesma ou até mesmo com elevação do teor calórico. Para evitar riscos de obesidade infantil, é muito importante que a criança pratique atividades físicas regularmente, enquanto recebe quantidades suficientes de energia através da alimentação saudável.

Sobre Fernanda Mululo

Nutricionista clínica pós-graduada em nutrição funcional e fitoterapia. Atua no atendimento exclusivo e individualizado a pacientes com diversas necessidades e objetivos. Desde de sua formação trabalha com mulheres portadoras de endometriose e em pré e pós operatório de cirurgias diversas. Nutricionista Staff do Hospital Universitário Pedro (HUPE/UERJ) na área materno infantil, trabalha também em parceria com clínica de estética e com equipe de gastroenterologista no tratamento de pacientes com Doença Inflamatória Intestinal. Dedica total atenção aos pacientes, permitindo a troca de experiências para o avanço no tratamento ou na mudança do estilo de vida.
CRN 11100927 www.fernandamululo.com.br

Compartilhe !