Mais temperos, menos sal: Sua comida mais saudável e saborosa

Mais temperos, menos sal: Sua comida mais saudável e saborosa

Neste artigo, mais uma vez, a palavra de maior importância será “prevenção”. Você sabia, por exemplo, que entre as causas mais comuns que prejudicam o coração estão o diabetes e a hipertensão? E você sabia que alteração cardíaca, ou seja, pode ocorre uma redução do volume de sangue que o coração consegue bombear – que pode ser o estágio final de todas as doenças relacionas a ele, está diretamente ligado a sua alimentação?

Qualidade de vida atual

A hipertensão é uma doença q atinge cada vez mais pessoas em razão da vida extremamente estressante, seja profissional ou pessoal. O que pode contribuir para seu surgimento da hipertensão é estresse físico e mental prolongado, associado com o tabagismo, obesidade e má alimentação, mas, dente eles, o que mais se destaca e que tem um papel importante para controlar esse mal é a alimentação. Isso porque ela será importante, não somente para melhorar a circulação do sangue, mas para fazer com que o ponteiro da balança volte a se alinhar: perder somente alguns quilinhos contribui para melhorar e, portanto, normalizar os valores da pressão.

Gorduras

O primeiro passo e limitar os alimentos gordurosos, principalmente vindo de gorduras industrializadas, como as dos biscoitos, snacks, sorvetes, chocolates, embutidos, pratos prontos como lasanha, hambúrguer e pizza. Ahn! mas o abacate tem gordura, por isso que não consumo! Não, a gordura vindo de frutas como abacate e coco, azeite e castanhas são ótimas para prevenção das doenças do coração. Por isso, tenha medo da gordura da indústria, principalmente.

Sal com moderação

O consumo cotidiano aconselhável gira em torno de 2400 mg de sódio por dia, enquanto, na prática, as pessoas consomem em média até 6 g de sal (4200 mg de sódio), quase o dobro necessário. Teremos consciência disso se pensarmos não somente no sal que acrescentamos na comida, mas também e principalmente no que se encontra nos alimentos com conservantes, nos queijos, principalmente salgados, e nos embutidos. Nem todo sal, porém, é igual; vários tipos distinguem-se pela qualidade e processamento. Aqui, será determinante, para evitar problemas cardíacos, controlar o sódio. Saiba que ele é um poderoso aliado contra a hipertensão, cuja fonte principal atualmente são os produtos industrializados (caldos de carnes e etc prontos, por exemplo).

Mas então, o que fazer?

Mas como fazer para limitar o uso de sal, considerando que está presente com frequência em muitos alimentos já prontos? Um bom conselho é temperar os pratos com pouco sal acrescentando especiarias e ervas aromáticas, orégano, cebolinha, salsa, alecrim, majericão ou até mesmo misturar essas ervas no sal de adição (chamada de Gersal) que dão igualmente sabor e gosto, e fazem com que diminui o sal acrescentado. Não existem regras precisas, porque dependem muito do gosto pessoal, mas vejamos alguns exemplos:

Com os cereais…

Tomilho, orégano, pimenta vermelha, salsinha, manjericão, sálvia, alecrim, alho, cebola, açafrão, curry, gergelim.

Com verduras cozidas e legumes…

Erva-doce, anis, manjericão, salsicha, alho, cebola, louro, coentro, orégano, alecrim, sálvia, hortelã.

Com o peixe…

Alecrim, alho, cebola, salsinha,, pimenta, erva-doce, alcaparras, cascas e suco de frutas cítricas.

Com a carne…

Louro, sálvia, alecrim, alho, cebola, salsinha, açafrão, curry, tomilho e também casca de frutas cítricas.

Todo cuidado é pouco…

Agora que você aprendeu a substituir a quantidade utilizada de sal nas refeições por outras opções, não esqueça: os tabletes de caldo, com certeza muito práticos para utilização, são frequentemente ricos de sal e gordura.

Sobre Fernanda Mululo

Nutricionista clínica pós-graduada em nutrição funcional e fitoterapia. Atua no atendimento exclusivo e individualizado a pacientes com diversas necessidades e objetivos. Desde de sua formação trabalha com mulheres portadoras de endometriose e em pré e pós operatório de cirurgias diversas. Nutricionista Staff do Hospital Universitário Pedro (HUPE/UERJ) na área materno infantil, trabalha também em parceria com clínica de estética e com equipe de gastroenterologista no tratamento de pacientes com Doença Inflamatória Intestinal. Dedica total atenção aos pacientes, permitindo a troca de experiências para o avanço no tratamento ou na mudança do estilo de vida.
CRN 11100927 www.fernandamululo.com.br

Compartilhe !