Frutas cítricas: quais são e por que é bom consumir

Frutas cítricas: quais são e por que é bom consumir

Você já deve saber que o limão, a laranja, acerola e a tangerina são consideradas frutas tropicais que partilham algumas características de suma importância para o nosso organismo. Quem nunca escutou, por exemplo, que laranja é bom para prevenir resfriados. Pois é, como qualquer criança sabe, as frutas cítricas contém elevado teor de Vitamina C.

Benefícios das frutas cítricas

Quando você for descascar essas frutas, seja para fazer um suco ou apenas comê-las , é recomendado que seja aproveitado aquela película branca e as membranas que aparecem após retirarmos as cascas. É importante deixarmos nas frutas essa camada a fim de obter os benefícios da Vitamina C e dos bioflavanoides.

Combinados com a vitamina C, os bioflavanoides – apesar de ser uma palavra feia – reforçam o sistema imunológico e as paredes sanguíneas, ajudando, assim, o organismo a lutar de maneira eficiente contra resfriados, além de reforçar as defesas antivirais, antialérgicas e antiinflamatórias.

Como se não bastasse, as frutas cítricas ainda fornecem também uma boa quantidade de pró vitamina A (precursora da vitamina A no nosso corpo), e na casca dessas frutas possuem excelentes fontes de compostos bioativos, importantes para saúde, que podem ser usadas para preparação de chás.

DICA

Na hora de comprar ou estocar frutas cítricas, sempre compre as maduras. Às vezes a laranja-pêra e a laranja-lima estão maduras, apesar de a casca não se mostrar amarela ou alaranjada, e é preciso saber reconhecê-la pelo toque. Ao contrário de outras frutas, as cítricas não amadurecem depois de colhidas, e a afirmação de vendedores de que as frutas amadurecem no pé torna-se supérflua.

Verifique também se elas são pesadas: as frutas leves em geral são velhas e secas; casca grossa demais indica grande quantidade película branca e pouco sumo. Para melhores sucos, por exemplo, escolha frutas pesadas, de casca fina, brilhante, e guarde-as na geladeira. Lembre-se também de que a maior concentração de vitaminas C encontra-se no sumo.

Laranja

Esta é a fruta cítrica preferida de toda a gente. Dificilmente, no mundo ocidental, encontra-se uma pessoa que não tenha tomado o suco ou comido a laranja. Gente, vamos lá! Um copo de suco de laranja fresco é, inegavelmente, uma das delícias da vida! Mas lembre-se para fazer 1 copo de 250 ml de suco de laranja precisa de pele menos 2 a 3 laranjas com bastante sumo, por isso sempre prefira consumir a fruta, que será com menor teor de frutose (açúcar da fruta) preservar muito mais a fibra e mantém os compostos benéficos da laranja como vitamina C, complexo B, bioflavonoides, potássio, zinco, fósforo. Estes nutrientes irão te proteger contra resfriados, gripes, doenças cardíacas e derrames.

Além disso, seu conteúdo alimentício reforça os vasos sanguíneos e os capilares, oferecendo chance de se viver por mais tempo e com mais saúde.

Então vamos lá! Em uma laranja grande (290 g) contém em média 30 g de carboidratos, 135 mg de vitamina C, 11 g de fibra sendo assim quando se faz o suco concentra muito a quantidade desse carboidrato, ficariam 3 x 30g = 90 g de carboidrato, também aumentaria a concentração de vitamina C mas a fibra se perde bastante, com isso o índice glicêmico fica bem mais alto. Mas nunca então consumir o suco da laranja? Não precisamos ter radicalismo nutricional nas nossas vidas, mas essa regra vale para todas as frutas, sempre de preferência consumir a fruta inteira.

Lima

Assim como o limão, a lima é uma saborosa fruta tropical, que contém vitamina C, bioflavonoides e potássio. Torna-se melhor quando adicionada a outros sucos, em pequena quantidade, ou utilizada como guarnição. Olha, experimente um dia um suco de melão com lima e adicionar a uma carne ou peixe!

Limão

O limão é uma das frutas cítricas mais importantes do planeta. Isso porque seu suco é rico e bioflavonoides e desempenha importante papel como liberador de toxinas do organismo. O alto teor do ácido cítrico permite que o suco de um pequeno limão tenha uma grande ação, ele é ótimo para sistema imunológico além de possuir um conteúdo baixo de carboidratos, 100 g possui 11 g de carboidrato, 38 mg de vitamina C (em média 1 limão possui 60 g).

Ótimo digestivo, excelente para iniciar o dia como também pode ser utilizado associado as grandes refeições ou até mesmo nas preparação de carnes e peixes. O limão também possui, em qualquer espécie, incluindo siciliano, uma substância chamada Kaempferol, que possui propriedades antibióticas.

DICA

Na hora de comprar o limão, observe a sua casca. Se estiver enrugada e “empipocada” , é provável que tenha pouca quantidade de sumo; se for verde-escura, significa que a fruta é muito ácida.

Tangerina

A tangerina, também conhecida como mexerica ou poncã, contém baixo teor de acidez. É, também, excelente fonte de vitamina B1. Muita gente, cujo organismo não tolera a laranja, se dá bem com a tangerina. Os nutrientes dessa fruta ajudam na luta contra certas infecções virais, e a evidência demonstrou que comer tangerina na época do inverno reforça o organismo contra resfriados.

Elas começam a aparecer no mercado no final de maio, mas são atemporais e, por isso, se mantém até dezembro, já no final da safra. A época boa vai mais ou menos de julho a outubro. Quase todas são fáceis de descascar, principalmente poncã, cuja casca é toda solta.

A tangerina possui em uma unidade grande (270 g) 25 g de carboidrato, 2 g de fibra e 19 mg de vitamina C, Tiamina (Vitamina B1) 0,8 mg.

Vamos aproveitar todos os benefícios de cada fruta e incluir no cardápio diário de forma diferente e variada, não esquecendo que frutas como a goiaba, Kiwi, acerola são também ótimas fontes de vitamina C.

Sobre Fernanda Mululo

Nutricionista clínica pós-graduada em nutrição funcional e fitoterapia. Atua no atendimento exclusivo e individualizado a pacientes com diversas necessidades e objetivos. Desde de sua formação trabalha com mulheres portadoras de endometriose e em pré e pós operatório de cirurgias diversas. Nutricionista Staff do Hospital Universitário Pedro (HUPE/UERJ) na área materno infantil, trabalha também em parceria com clínica de estética e com equipe de gastroenterologista no tratamento de pacientes com Doença Inflamatória Intestinal. Dedica total atenção aos pacientes, permitindo a troca de experiências para o avanço no tratamento ou na mudança do estilo de vida.
CRN 11100927 www.fernandamululo.com.br

Compartilhe !