Dieta da sopa: o que é, como fazer e os riscos para a saúde

Dieta da sopa: o que é, como fazer e os riscos para a saúde

Sempre reforço aqui que o ideal é termos uma relação de “amizade” com os alimentos. Isso quer dizer que restringir alimentos radicalmente em nosso cardápio mostra que seu organismo “está de mal” com a sua alimentação. E isso não pode resultar em coisa boa para a nossa saúde, uma vez que todos os alimentos podem conter nutrientes e vitaminas importantes para nossa saúde. O que precisamos saber é o que comer, quando comer, e o quanto se deve comer e usar as estratégias para perda de peso de forma correta e orientada por um profissional.

Manter uma relação amigável com o que comemos é a base estrutural para atingirmos qualquer perda de peso com saúde. E é justamente sobre isso que irei falar hoje tendo como assunto principal a Dieta da Sopa, tão procurada no momento por aqueles que querem emagrecer “sete quilos em uma semana”, sem saber o que isso provocará em seu corpo por dentro e por fora.

O que é a Dieta da Sopa?

A receita original da Dieta da Sopa teria sido desenvolvida por alunos na USP em conjunto com o Instituto do Coração. Ela teria como propósito atender as necessidades dos pacientes cardíacos que necessitavam perder peso rápido para poderem ser submetidos à cirurgias de emergência, quando o sobrepeso pode expor o paciente a riscos durante o processo cirúrgico. Bom, como você pode notar, já no surgimento desta Dieta há um propósito diferente do que se busca hoje ao aderir esse programa.

O site Comidamiga entrou em contato com a USP e com o Incor. Os dois institutos, entretanto, não confirmaram a autoria e emitiram um comunicado afirmando que ela não está ligada a nenhum de seus funcionários e que, por isso, não indicam a dieta para nenhum cidadão ou paciente.

Isso, por si só, já coloca a dieta em dúvida quanto à saúde do usuário, principalmente porque, cada vez mais, a dieta é utilizada sem o menor acompanhamento médico ou orientação. Mas aí você vai dizer: “minha amiga conseguiu emagrecer cinco quilos e entrar naquele vestido antes da festa em apenas uma semana!” Pois é, vamos analisar o que acontece conosco quando introduzimos essa dieta em nosso cardápio apenas porque queremos perder peso, sem o menor controle do que o nosso organismo necessita naquele momento. Não esqueça: dieta restritiva pode restringir também a sua saúde. Vamos descobrir como!

Restrição agressiva!

Se originalmente a Dieta da Sopa era utilizada com acompanhamento médico em pacientes específicos que precisam atingir propósitos hospitalares com fins cirúrgicos, hoje sua receita se popularizou e pode ser encontrada com facilidade em qualquer revista de celebridades ou qualquer site pela internet. As restrições impostas são duras: primeiramente, ela não pode ser utilizada por mais de uma semana. A própria Dieta da Sopa aponta que se ela for utilizada por 15 dias provoca consequências à saúde, ou seja, sua saúde definitivamente não está preparada para este tipo de alimentação que ela impõe.

Armadilha da Dieta da Sopa

Muitas pessoas acabam saindo desta dieta pior do que entraram. Isso porque se você tiver qualquer problema de saúde que não saiba ainda, a restrição de nutrientes junto com o estresse da “dieta” devido ao corte radical pode fazer desencadear doenças que estão silenciadas. Entretanto, esses riscos são todos deixados de lado pelos adeptos da dieta que tomam como hino sagrado a máxima de que “vale tudo para perder uns quilinhos”. Entretanto, a nossa saúde não tem preço, não é mesmo!? Mas vamos descobrir mais sobre essa dieta.

Receita da Dieta da Sopa

– uma berinjela;
– duas folhas de louro;
– um repolho;
– dois nabos;
– dois tomates;
– duas porções de agrião;
– duas porções de cheiro verde;
– dois pimentões;
– um aipo;
– duas cenouras;
– quatro jilós;
– duas xícaras de vagem;
– três dentes de alho;
– um tablete de caldo de carne ou frango ;
– sal e pimenta a gosto.

Esses são os ingredientes da Dieta da Sopa. Os adeptos da dieta são orientados a picarem todos esses alimentos numa panela com água, e deixar a refeição cozinhar por cerca de 40 minutos antes de ingeri-las.

Como a dieta é ministrada

Primeiro dia: substituir o almoço e janta pela sopa, podendo ser consumida também em outros horários ao longo do dia. A Dieta da Sopa aceita nesta fase a ingestão de frutas, com exceção do abacate e da banana. Sucos de uva sem açúcar, chás e água à vontade.

Segundo dia: A Dieta da Sopa aponta que, nesta segunda fase, você deve ingerir a sopa quando a fome bater à sua porta. Neste segundo dia é liberado o consumo de legumes e verduras e, no jantar, pode-se comer uma batata grande cozida.

Terceiro dia: Até o final do terceiro dia, a Dieta da Sopa afirma que você já poderá ter perdido entre dois e três quilos. Nesta terceira fase, é indicada a sopa duas vezes ao dia com consumo de frutas e legumes.

Quarto dia: Continua a orientação para consumir a sopa duas vezes por dia, ou seja, no almoço e na janta, sendo, agora, liberado a ingestão de bananas e leite desnatado. Sem exagero. De acordo com a Dieta da Sopa, as bananas e o leite desnatado seriam responsáveis por repor em nosso organismo as calorias e carboidratos, bem como cálcio e proteínas. Além disso, a receita diz que as bananas e o leito serão responsáveis também por reduzir sua vontade de comer doces.

Quinto dia: Manter a sopa ainda nas duas principais refeições. Entretanto, no quinto dia é liberado o consumo de 280 a 400 gramas de carne vermelha ou branca grelhada, em conjunto com tomates temperados com sal, limão e azeite. A orientação é que seja consumido de seis a 10 copos de água durante o dia para eliminação do ácido úrico.

Sexto dia: Manter a sopa nas duas primeiras refeições. É liberado o consumo neste sexto dia de até três bifes ou um ovo, além de legumes cozidos (menos batata). A dieta da sopa indica neste penúltimo dia de dieta a ingestão de água, chá, café e sucos sem açúcar.

Sétimo dia: Ingerir a sopa nas duas principais refeições do dia (almoço e jantar). Neste último dia da Dieta da Sopa o usuário pode consumir legumes e também arroz integral. É indicado que se mantenha bebendo chá, água e sucos sem açúcar.

Por que esperam resultados satisfatórios?

A Dieta da Sopa promete emagrecer até sete quilos em uma semana, ou seja, uma média de perda de um quilo por dia. De fato, ela pode emagrecer, devido a restrição calórica. Entretanto, sua saúde pode ser diretamente afetada e suas pretensões de permanecer magra frustradas.

Nossa alimentação também funciona como um princípio matemático: ou seja, se você faz essa redução calórica de forma agressiva, ao encerrar a dieta no sétimo dia (a própria dieta aponta que não deve ser ultrapassado este período), seu peso não irá se manter. Como não existe uma manutenção, foi apenas uma dieta para perder peso abruptamente, você só tem duas opções: ou continuar, ou encerrar a dieta e adquirir rapidamente todo o peso de novo, pois você, de fato, não terá passado por nenhuma reeducação alimentar e, portanto, não estará preparada para se manter naquele peso sem a Dieta. Nem saberá como! E isso não é tudo!

Observe…

Malefícios da Dieta da Sopa

Carência de energia e fraqueza, perda de massa muscular: O que podemos entender como carência energética? Simples: a gente perde peso rápido, e o que primeiro se perde e líquidos e com baixo aporte protéico perde também a massa muscular. E sabe como você vai identificar que algo de errado está acontecendo? Logo no segundo ou terceiro dia, quando começar a sentir uma sensação de fraqueza devido ao corte agressivo de calorias.

E prepare-se, pois, possivelmente, ela virá acompanhada de tonturas e dores de cabeça. E quer um conselho: procure não falar com ninguém quando acordar, pois seu humor pode mudar também. Associado a isso, como a base da deita não utiliza fontes alimentares de proteína é comum observar que as pessoas que aderem esse protocolo perderem massa muscular e não gordura, o que leva diminuição do metabolismo e favorece a entrada do efeito platô do corpo, com dificuldade posterior de mais perda de peso.

Contra os aprendizados básicos na nutrição

A Dieta da Sopa compromete a sua saúde quando corta radicalmente do nosso cardápio a ingestão de ferro e outros nutrientes, tão vitais para o desempenho do nosso organismo. O problema é tão sério, que algumas empresas de olho na audiência da Dieta da Sopa começaram a colocar sopas industrializadas nas prateleiras dos supermercados, aumentando ainda mais o risco do desenvolvimento de doenças, em face dos aditivos químicos e conservantes e muito sódio.

Poucos alimentos para manter nosso corpo saudável

Como você pôde perceber, os alimentos são poucos e portanto trata-se de uma dieta altamente restritiva. Isso significa que você vai enjoar rápido também desta forma de alimentação, ou seja, depois de um tempo você sentirá a sensação de que não está ficando mais satisfeito após ingerir a sopa.

Por fim…

Podemos perceber que os malefícios que podem ser ocasionados pela Dieta da Sopa é infinitamente maior do que qualquer benefício, apontado apenas pela perda abrupta e instável de peso, que não se manterá. Por isso, o corte de calorias com acompanhamento de um nutricionista sempre será a forma mais saudável para perdermos peso.

Você sabia que para perder peso você não precisa ser inimiga dos alimentos, muito menos passar por muito sofrimento. Isso porque quando emagrecemos de forma saudável, com ajuda de um nutricionista, nenhuma dieta exigirá que você mude radicalmente e de forma penosa a sua alimentação e rotina. Você continuará com sua vida normal, familiarizada com os alimentos que se compra e consome, com uma grande diferença: passará se alimentar da forma correta e nos horários corretos e adaptada a sua rotina. Lembre-se: se fazemos algo de bom para nossa saúde, a primeira consequência que ocorre é nos sentirmos com uma saúde melhor, não o contrário.

Sobre Fernanda Mululo

Nutricionista clínica pós-graduada em nutrição funcional e fitoterapia. Atua no atendimento exclusivo e individualizado a pacientes com diversas necessidades e objetivos. Desde de sua formação trabalha com mulheres portadoras de endometriose e em pré e pós operatório de cirurgias diversas. Nutricionista Staff do Hospital Universitário Pedro (HUPE/UERJ) na área materno infantil, trabalha também em parceria com clínica de estética e com equipe de gastroenterologista no tratamento de pacientes com Doença Inflamatória Intestinal. Dedica total atenção aos pacientes, permitindo a troca de experiências para o avanço no tratamento ou na mudança do estilo de vida.
CRN 11100927 www.fernandamululo.com.br

Compartilhe !