Alimentos ajudam a retardar o envelhecimento

Alimentos ajudam a retardar o envelhecimento

Não sabemos qual é a idade máxima à qual o homem pode chegar, mas conforme mostram os registros, seria pelo menos até cerca de 114 anos. O envelhecimento faz parte de um processo lento, natural ao qual todos nós estamos submetidos com alterações das células, dos tecidos e dos órgãos. Não podemos mudar esse processo, mas podemos mudar nossa alimentação para deixá-lo mais lento e que que ocorra de forma saudável. Hoje, existem diversas teorias sobre o envelhecimento, mas, se dúvida, a mais importante, mesmo não sendo a única, é a teoria dos radicais livres.

Radicais livres são substâncias produzidas naturalmente dentro das nossas células, durante o processo de queima do oxigênio para produção de energia vindo da nossa alimentação, esses radicais são altamente instáveis e que podem representar verdadeiros produtos tóxicos, por terem o poder de danificar células quando estão em excesso. Desenvolvem potente ação oxidante, muito prejudicial a todo os componentes do organismo. O nosso DNA, inclusive, é diariamente reparado pelos danos causados pelos radicais livres.

Alimentos antioxidantes

É o nosso próprio organismo que providencia a neutralização dos radicais livres com enzimas produzidas por ele que funcionam como varredores do que não nos serve mais, desses radicais livres. Entretanto, o problema surge quando essas substâncias começam a acumular no organismo, sendo tóxicos para as células e acarretando por exemplo no envelhecendo. É aí que entram os alimentos antioxidantes para ajudar as nossas enzimas antioxidantes

Quais são e onde se encontram os antioxidantes alimentares

Polifenóis – São pigmentos produzidos pelas plantas com propriedades antioxidantes como também para prevenção de doenças no seres humanos. São encontrados em frutas e verduras coloridas (verde escuro, amarelo, roxo, vermelho, laranja). Entre vegetais: couve, cenoura, abóbora, espinafre, pimentão, alho poró, endívia, alface, etc. Entre frutas: amoras, framboesa, cereja, ameixa, damasco, melão, maçã, caqui, laranja, uva reta. Uma curiosidade: as folhas de chá são riquíssimas antioxidantes.

Vitamina C – É outro potente antioxidante e também essencial para a formação do colágeno (ajuda na sustentação da pele). Entre vegetais: salsinha, pimentão principalmente vermelho, espinafre, brotos de brócolis, couve, aspargos, cebola, abóbora, cenoura, tomate. Entre frutas: laranja, tangerina, limão, goiaba, groselha, mirtilo, kiwi.

Vitamina E – Útil para combater a oxidação das gorduras pelos radicais livres nas membranas celulares (todas as células do corpo possuem gordura), evitando assim o envelhecimento celular. Fontes naturais: óleo de germe de trigo, azeite de oliva extra virgem, de germe de milho e de linhaça, arroz e pão integrais, azeitonas, nozes, avelã, amendoim, folhas verdes como espinafre e ervas aromáticas.

Vitamina A – Potente antioxidante presente em diferentes formas carotenóides, betacaroteno e retinol. Os carotenóides, um grupo de pigmentos de cor vermelha, laranja e amarelo presentes nas frutas e verduras. Já o retinol, que se encontra em carne como a bovina, ou na gema do ovo. O betacaroteno, em especial, é o pigmento colorido das frutas e verduras que age nas plantas para defendê-las dos raios solares. Por isso, quanto mais madura a fruta, mais rico são esses alimentos.
Fontes alimentares: gema de ovo, leite, manteiga, fígado. Entre hortaliças: cenoura, brócolis, espinafre, acelga, salsinha, couve, repolho branco, folhas verdes, feijão, tomate, abóbora. Entre frutas: banana, damasco, pêssego.

Selênio – Elemento que combate os estragos causados pelos radicais livres protegendo a pele, cabelo, e os olhos, e contribui para o fortalecimento do sistema imunológico e da constituição do colágeno. Fontes naturais: nozes, castanhas, peixes, germe de trigo, grãos integrais.

Cobre – Neutraliza os radicais livres e realiza, como mineral, múltiplas funções no organismo. Fontes naturais: carnes em geral, cacau, nozes, cereais e moluscos.

Zinco – Potente antioxidante e “varredor” de radicais livres, importante para manutenção da defesa do organismo como também para cicatrização. Fontes alimentares: carnes, ovos, queijos magros, óleo de peixe, cereais integrais, sementes em geral, nozes, avelãs, castanha.

Coezima Q10 – Antioxidante muito benefício para o sistema cardiovasculatório. Fontes alimentares: carne, peixes como sardinha, cereais, soja, nozes, brócolis, linhaça, abacate.

Junto com os alimentos que previnem o envelhecimento é importante manter uma qualidade de vida, comendo com prazer, realizando atividade física, consumindo bastante água.

Sobre Fernanda Mululo

Nutricionista clínica pós-graduada em nutrição funcional e fitoterapia. Atua no atendimento exclusivo e individualizado a pacientes com diversas necessidades e objetivos. Desde de sua formação trabalha com mulheres portadoras de endometriose e em pré e pós operatório de cirurgias diversas. Nutricionista Staff do Hospital Universitário Pedro (HUPE/UERJ) na área materno infantil, trabalha também em parceria com clínica de estética e com equipe de gastroenterologista no tratamento de pacientes com Doença Inflamatória Intestinal. Dedica total atenção aos pacientes, permitindo a troca de experiências para o avanço no tratamento ou na mudança do estilo de vida.
CRN 11100927 www.fernandamululo.com.br

Compartilhe !